Pense e Viva

Você não está sozinho

“Então o anjo do Senhor veio, e assentou-se debaixo do carvalho que está em Ofra, que pertencia a Joás, abiezrita; e Gideão, seu filho, estava malhando o trigo no lagar, para o salvar dos midianitas.
Então o anjo do Senhor lhe apareceu, e lhe disse: O Senhor é contigo, homem valoroso.
Mas Gideão lhe respondeu: Ai, Senhor meu, se o Senhor é conosco, por que tudo isto nos sobreveio? E que é feito de todas as suas maravilhas que nossos pais nos contaram, dizendo: Não nos fez o Senhor subir do Egito? Porém agora o Senhor nos desamparou, e nos deu nas mãos dos midianitas”.
(Juízes 6:11-13)

 Muitas vezes temos dificuldades de entender porque passamos por algumas situações em nossa vida. É comum, ao nos depararmos com alguma tribulação um pouco maior do que as que estamos acostumados a enfrentar, iniciarmos uma busca por respostas. Questionamentos surgem automaticamente. O que eu fiz de errado, porque isso está acontecendo comigo, onde está Deus nessa hora, são perguntas que frequentemente aparecem em meio a um processo de luta. Nos sentimos injustiçados, perseguidos, desprezados, e por vezes até abandonados por Deus.

Gideão estava vivendo essa experiência!

Os midianitas, os Amalequitas e os povos do Oriente estavam atacando e destruindo as plantações e os animais dos Israelitas, levando o povo a uma extrema pobreza. Gideão estava num lagar, lugar fechado usado para pisar uvas, malhando o trigo, escondido para não ser encontrado pelos midianitas.

Mas o Senhor o encontrou!

O anjo do Senhor aparece para Gideão e lhe faz uma declaração: “O Senhor é contigo, homem valoroso”! Essa afirmação do anjo esbarrou no inconformismo de Gideão diante da situação que eles estavam vivendo, e a resposta à afirmação do anjo foi imediata: “se o Senhor é conosco, por que tudo isto nos sobreveio”?

Podemos imaginar a cena. Não é difícil de nos identificarmos com os personagens. A resposta de Gideão é a mesma que falamos ou sentimos vontade de falar em algum momento.

Vem a tribulação, clamamos à Deus e Ele nos responde: “Estou contigo”!  Não ficamos satisfeitos com a resposta. É mais fácil olhar para as circunstâncias e crer que Deus está observando tudo isso de longe, do que acreditar que Ele está junto de nós durante todo o processo.

Somos vitimas de uma teologia barata, que nos oferece uma vida sem problemas a partir do momento que convidamos á Jesus para entrar nela.

Ele nunca nos ofereceu isso. Muito pelo contrário, nos alertou para o fato de que teríamos “aflições”, mas nos incentivou, dizendo que deveríamos ficar animados por que Ele venceu o mundo. “Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo”. (João 16:33)

Jesus nunca nos ofereceu uma vida sem lutas, Ele nos ofereceu a sua companhia, e isso faz toda a diferença. A presença de dificuldades e lutas não significa ausência de Deus.

A bíblia nos mostra várias situações em que isso acontece.

“Então o rei Nabucodonosor se espantou, e se levantou depressa; falou, dizendo aos seus conselheiros: Não lançamos nós, dentro do fogo, três homens atados? Responderam e disseram ao rei: É verdade, ó rei.
Respondeu, dizendo: Eu, porém, vejo quatro homens soltos, que andam passeando dentro do fogo, sem sofrer nenhum dano; e o aspecto do quarto é semelhante ao Filho de Deus”.
(Daniel 3:24,25)

 “E, entrando ele no barco, seus discípulos o seguiram; E eis que no mar se levantou uma tempestade, tão grande que o barco era coberto pelas ondas; ele, porém, estava dormindo.
E os seus discípulos, aproximando-se, o despertaram, dizendo: Senhor, salva-nos! que perecemos.
E ele disse-lhes: Por que temeis, homens de pouca fé? Então, levantando-se, repreendeu os ventos e o mar, e seguiu-se uma grande bonança”.
(Mateus 8:23-26)

 Três homens são lançados numa fornalha, Jesus entra em cena. Eles passam pelo fogo, mas não queimam. Os discípulos estavam desesperados num barco açoitado por uma tempestade, Jesus também estava Nele, o barco não afundou.

A presença de Jesus não impediu que os problemas aparecessem, mas porque Ele estava junto, eles foram resolvidos!

Sejam por erros cometidos ou por provação divina, injustiças ou perseguições, lutas sempre existirão.

Israel estava em desobediência, mas lembrou-se do Senhor: “Porém os filhos de Israel fizeram o que era mau aos olhos do SENHOR; e o SENHOR os deu nas mãos dos midianitas por sete anos”. (Juízes 6:1)

“Assim Israel empobreceu muito pela presença dos midianitas; então os filhos de Israel clamaram ao Senhor”. (Juízes 6:6)

Não importa o motivo da tribulação, clame ao Senhor e tenha a certeza, seja no fogo, seja na água, seja em qualquer circunstância, O Senhor é contigo!

Você não está sozinho, e saber disso te deixa mais forte pra continuar.

Pense nisso e ponha em prática.

Que o Senhor Jesus te abençoe.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Alguns campos com * são obrigatórios.








AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na leitura acima, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.