Pense e Viva

Uma janela para o céu

Uma das histórias mais impressionantes encontradas na bíblia é a história da arca de Noé.  A riqueza dos detalhes e a complexidade do que Deus pediu a Noé estimulam a nossa imaginação cada vez que meditamos no assunto.

A bíblia chama Abrãao de “o pai da fé”, mas não seria nenhum demérito se Noé também fosse assim conhecido. Numa época onde a terra estava corrompida pelo pecado, a ponto de Deus decidir exterminar a raça humana, achar graça aos olhos de Deus mostra que Noé era um homem diferente.

Sua obediência irrestrita a todos os detalhes ordenados por Deus mostra sua fidelidade e o seu temor ao Criador. Mesmo parecendo uma grande loucura, ele obedeceu. Certamente foi motivo de escárnio e zombaria, mas isso não impediu o seu trabalho. Construiu, numa terra que não conhecia chuva, um barco gigante, medindo aproximadamente 133 metros de comprimento, 22 metros de largura e 13 metros de altura.

Profeticamente a arca de Noé é uma figura de Cristo e nos traz muitas lições que podemos aplicar em nossos dias. A construção da arca é um projeto cheio de detalhes. Deus determina as medidas, o tipo da madeira, as divisões internas e a posição de portas e janelas.

Um desses detalhes é bastante interessante: “Farás na arca uma janela, e de um côvado a acabarás em cima; e a porta da arca porás ao seu lado; far-lhe-ás andares, baixo, segundo e terceiro”. (Gênesis 6:16)

Deus manda Noé fazer uma janela no alto da arca. E como cada ordem tem um significado, a janela no alto era de suma importância para Noé e sua família. Para entendermos a importância disso, é necessário, antes, fazer as contas do tempo entre a entrada na arca e a saída dela. De acordo com o que a bíblia relata, Noé, sua família e os animais, permaneceram dentro da arca durante 370 dias aproximadamente.

Você já imaginou ficar mais de um ano trancado dentro de um barco? Sem poder sair, balançando por vários dias, sendo jogado de um lado para o outro, na companhia de centenas de animais.

Creio que o ambiente não era dos melhores. A começar pelo mau cheiro e pelas náuseas, o medo, o tédio, a incerteza e o sentimento de impotência ajudavam a elevar o nível de estresse ás alturas… Bem onde ficava localizada a janela!

E era pra isso mesmo que ela estava lá. Para aliviar o estresse, para lembra-los do Senhor!

Se a janela estivesse na lateral, além do risco de entrar água na arca, mostraria uma visão nada agradável. Ondas enormes, águas barrentas, pessoas e animais mortos boiando, fariam o estresse crescer ainda mais.

Com a janela no alto, eles só enxergariam o céu; e ao olhar para o céu, lembrariam-se da fidelidade de Deus. Ao olhar para o céu eles se dariam conta que estavam seguros dentro da arca, e que apesar do mau cheiro e do tédio, não havia melhor lugar para se estar naquele momento. Olhar para o céu renovava as suas forças e a sua fé.

Podemos aprender algo precioso com tudo isso.

Vivemos cercados de gente. Desde as mais próximas e que amamos, até aquelas que não temos a menor intimidade, mas que muitas vezes estão conosco “no mesmo barco”. Balançamos com as tribulações do dia a dia, sentimos medo e tédio. Algumas vezes nos achamos impotentes diante de alguma situação, em outras, reclamamos do “mau cheiro” de alguém, sem perceber que nem sempre o “mau cheiro” está nos outros, e na maioria das vezes, esquecemos de olhar para o céu!

Preferimos olhar ao nosso redor, buscando, no caos em que o mundo está mergulhado, as desculpas e o conforto para os nossos problemas.

É hora de usar a janela. É hora de olhar para o céu e lembrar que Deus permanece fiel. É hora de fazer como o salmista: “Elevo os meus olhos para os montes: de onde me virá o socorro? O meu socorro vem do Senhor, que fez o céu e a terra”. (Salmos 121:1)

O salmista, num momento de angústia, busca por socorro para a sua alma. Ele olha para os montes com uma indagação: de onde me virá o socorro?  Olhando para os montes ele vê o céu e automaticamente declara a resposta para a sua própria pergunta: O meu socorro vem do Senhor!

Precisamos olhar mais para o céu. Precisamos tirar os olhos dos problemas e colocar os olhos Naquele que pode resolver os nossos problemas. Precisamos parar de olhar para aquilo que nos traz medo e incerteza e passar a olhar para Aquele que nos traz paz e nos fortalece.

É bem verdade que não podemos ignorar a realidade, mas não precisamos ser destruídos por ela.

Os problemas existem, o “mau cheiro” é real, não é fácil viver em comunhão com o barco balançando, mas mesmo assim temos que chegar até o final da viagem.

Fomos escolhidos por Deus para começar uma nova geração! Uma geração que acredita na Sua palavra, uma geração que não se deixa abater pela perseguição e pela zombaria, uma geração que obedece á voz do seu Senhor e não se importa em ser chamado de louco por isso.

Creia, lute, clame, chore se for preciso… Mas não deixe de olhar para o céu, é de lá que virá o teu socorro!

Falando nisso, você já fez isso hoje?

Pense nisso e ponha em prática.

Que o Senhor Jesus te abençoe.

 

3 ComentáriosDeixe um comentário

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Alguns campos com * são obrigatórios.








AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na leitura acima, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.