Pense e Viva

Seja diferente!

“E esteve ali com o Senhor quarenta dias e quarenta noites; não comeu pão, nem bebeu água, e escreveu nas tábuas as palavras da aliança, os dez mandamentos.
E aconteceu que, descendo Moisés do monte Sinai trazia as duas tábuas do testemunho em suas mãos, sim, quando desceu do monte, Moisés não sabia que a pele do seu rosto resplandecia depois que falara com ele.
Olhando, pois, Arão e todos os filhos de Israel para Moisés, eis que a pele do seu rosto resplandecia; por isso temeram chegar-se a ele”.
(Êxodo 34:28-30)

 É impressionante o que o ser humano é capaz de fazer para chamar a atenção. Basta você ir a um lugar de grande concentração de pessoas e ficar observando. A maneira de vestir, o estilo do cabelo, a quantidade de tatuagens e piercings, muitas vezes são meramente artifícios para chamar a atenção, embora justificados por muitos com o pretexto de ser moda.

Despertar a atenção das pessoas e atrair para si os holofotes, ser alguém diferente em meio a uma multidão de iguais, é um método tão antigo como andar para frente.

Nos dias de hoje muitas pessoas vivem tão descaracterizadas, tão longe do que realmente são que parecem ter perdido sua verdadeira identidade, passando a encenar um personagem de ficção.

Não quero com isso condenar o uso desses artifícios; de maneira nenhuma quero dizer que o uso de penteados extravagantes e cores diferentes seja algo pecaminoso, tampouco o uso de tatuagens e piercings. Refiro-me aos excessos, pois tudo que é usado em excesso acaba sendo prejudicial e nocivo. Refiro-me a descaracterização da verdadeira personalidade.

Seja livre no seu vestir! Seja ousado no seu penteado! Deixe mensagens gravadas no seu corpo se assim desejar, mas que nada disso seja a sua marca principal. Que você não seja conhecido pelos modismos que adotou, mas sim pelo quanto de Deus há em você.

Há várias maneiras de chamar a atenção das pessoas, mas nenhuma delas se compara a resplandecer a imagem de Cristo em sua face. Nada chama mais a atenção do que observar alguém e perceber a presença de Deus na vida dela.

Isso aconteceu com Moisés. Ao descer do monte trazendo as novas tábuas da lei, Moisés resplandecia um brilho intenso em seu rosto. Ele não sabia disso, mas todos que olhavam pra ele percebiam esse brilho e ficavam atemorizados.

Isso continua acontecendo hoje em dia, com poucas pessoas é verdade, mas deveria ser assim com a maioria dos cristãos. Há pessoas que carregam consigo a presença de Deus estampada em seu viver, levam paz, temor e reverência por onde passam. Muitas dessas pessoas não têm nada de diferente na sua maneira de vestir nem na sua aparência física, algumas delas não têm nenhuma marca no seu corpo, mas deixam marcas no coração daqueles que delas se aproximam. Sempre têm uma palavra de vida em seus lábios, não geram medo, mas temor, pela presença de Deus que carregam consigo.

E então muitos se perguntam: como isso é possível? Será que essas pessoas têm um chamado diferente da parte de Deus? Será que elas foram escolhidas a dedo para carregar tanta presença? Ou será que elas têm algum “dom” especial?

A resposta está no tempo que elas passam na presença de Deus e no quanto elas estão dispostas a buscar a presença do Espírito Santo.

Não entenda como “tempo na presença de Deus” o tempo que você passa na igreja. Refiro-me a quanto do seu dia você dedica a estar em comunhão com o Senhor. Seja em casa, seja no trabalho, seja no trânsito, esteja constantemente na presença do Pai.

Deus não desceu ao arraial, Moisés teve que subir o monte para estar na presença de Deus.

O primeiro passo para resplandecer a presença de Deus em nós é romper com tudo aquilo que nos impede de subir a um nível de adoração e intimidade mais elevado.

E é preciso perseverar nessa busca. Estar constantemente na presença de Deus deve ser um ato contínuo.  Do capítulo 19 ao capítulo 34 do livro de êxodo, encontramos Moisés subindo oito vezes o monte para estar na presença de Deus.

O texto que lemos fala que Moisés esteve na presença de Deus por quarenta dias e quarenta noites, não comeu nem bebeu. Não foi uma subidinha rápida, foi um permanecer, dia após dia.

Muitos querem ter uma vida com Deus, mas não conseguem permanecer nessa busca. Começam bem, mas logo sentem “fome e sede”; basta aparecer alguma necessidade para saírem da presença de Deus e descerem do monte.

O segredo está em “subir” e “permanecer”.

Resplandecer a presença de Deus requer de nós uma vida num nível mais elevado de entrega e adoração; é preciso subir a um nível onde as murmurações não sejam mais ouvidas e as necessidades não sejam mais importantes do que a presença do Senhor.  E então, quando isso se tornar uma prática constante e natural, o brilho Dele estará em nós.

O tempo que passarmos na presença Dele determinará o quanto teremos Dele resplandecendo em nós!

Se nos tornamos parecidos com aquilo que passamos mais tempo, sou levado a imaginar que dentro de pouco tempo veremos pessoas que se pareçam com um aparelho celular, outras terão a forma de um videogame, mas bem poucas terão o brilho do Senhor em seu rosto.

É tempo de lançar fora as distrações e os disfarces, precisamos subir e permanecer na Sua presença. Somos chamados para resplandecer a Sua imagem. “Mas todos nós, com rosto descoberto, refletindo como um espelho a glória do Senhor, somos transformados de glória em glória na mesma imagem, como pelo Espírito do Senhor”. (2 Coríntios 3:18)

A aparência pode chamar a atenção por algum tempo, mas é o caráter que fará durar os relacionamentos. Que todos notem algo de diferente em nós, que a presença do Senhor seja a nossa marca.

Pense nisso e ponha em prática.

Que o Senhor Jesus te abençoe.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Alguns campos com * são obrigatórios.








AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na leitura acima, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.