Pense e Viva

Prosseguindo para o alvo

“Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim,
Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus”.
(Filipenses 3:13-14)

Quantas vezes você já começou algo e não terminou?

Quantos regimes, quantos cursos de idiomas, quantas faculdades, quantos projetos pessoais você já viu ficarem pelo meio do caminho? No começo tudo é empolgação, mas à medida que o tempo vai passando, a empolgação diminui e as desculpas aumentam, até o momento em que você desiste do projeto, não sem antes apontar uma boa desculpa para mais um fracasso.

Há uma enorme diferença entre “empolgação” e “determinação”.

A empolgação é uma força momentânea, passageira, que é facilmente vencida pelo tempo e pelas adversidades. Já a determinação se torna cada vez mais forte diante das adversidades, faz brotar forças para continuar quando todos já esperam o fim.

A pessoa empolgada quer muitas coisas ao mesmo tempo, mas não consegue terminar quase nada, enquanto a pessoa determinada prioriza menos projetos, mas os leva até o final.

O Apóstolo Paulo foi uma pessoa determinada. No texto acima (Filipenses 3:13-14) ele nos deixa isso bem claro. Paulo está falando de “prosseguir para o alvo”, levar até o final a sua carreira, independente das adversidades que viriam.

O que você faria se estivesse preso pelo simples fato de exercer a sua profissão? Se lhe fosse permitido escrever uma carta enquanto você estivesse na prisão, que tipo de sentimento você expressaria através dela?  Você incentivaria os de fora a continuar firmes no seu propósito? Estando você preso, encontraria forças para animar as pessoas a não desistir dos seus projetos?

Paulo fez isso! Ele escreve, de dentro da prisão, a carta aos Filipenses. E qual o teor da sua mensagem? Sejam determinados! Não desistam! Não se curvem diante das adversidades! Prossigam para o alvo!

Creio que esse seja o grande problema, que faz com muitas pessoas, na maioria das vezes, desistam dos seus projetos: Não ter um alvo. Não ter um objetivo bem definido, não ter um destino específico bem claro, não saber realmente o que querem conquistar nem aonde querem chegar.

Quando não temos um alvo, perdemos a direção. Quando não sabemos aonde queremos chegar, ficamos à deriva. Navegar em círculos sem chegar a lugar algum mata aos poucos qualquer tipo de empolgação e nos faz rapidamente voltar ao porto e desistir da viajem.

Ter um alvo bem definido faz toda a diferença. Ainda que algumas adversidades nos tirem por alguns instantes do caminho, nosso GPS sempre nos mostrará a rota novamente. Saber aonde se quer chegar faz com que você tenha foco, prioridades e determinação.

É o que Paulo fala em sua carta. Eu tenho um alvo! E ainda que momentaneamente esteja preso, não desistirei de buscar alcança-lo.

Precisamos ter um alvo. Um alvo nos fará ter esforço e direção, planejamento e prioridades e nos ensinará a viver por propósitos e não por sentimentos.

Voltemos novamente ao texto. Paulo diz que “faz” uma coisa, e pronuncia três verbos: Esquecer, avançar e prosseguir.

Sabemos que verbos são palavras que expressam ação. Paulo fala de três atitudes que ele toma para chegar até o fim.

Nunca atingiremos o alvo se não tivermos atitudes. Matricular-se num colégio não garante que você concluirá o curso, consultar-se com um médico não garante que você fará todo o tratamento. Entre o querer e o realizar existe uma longa estrada a percorrer, onde somente vontade não basta, é preciso ter atitude para cumprir todo o trajeto.

A primeira atitude de Paulo é “Esquecer-se das coisas passadas”.

Paulo não fica se lamentando pelas prisões que já teve ou temendo pelos açoites que já levou, tampouco os erros que cometeu quando perseguia os cristãos o fazem parar, ele sabe que não é possível voltar ao passado e fazer diferente, mas que precisa se desprender de tudo o que já passou e possa atrapalhar sua caminhada rumo ao alvo.

Deixar para trás o que passou é fundamental para alcançar um objetivo. Muita gente desiste na metade do caminho porque seu foco não está no alvo, está no passado. Acontecimentos que feriram ou magoaram, erros, decepções e derrotas, são fatores que tendem a trazer desânimo e fraqueza. É preciso soltar as amarras do passado para poder atingir o propósito. Tire os seus olhos do que já passou e ponha no que você esperar conquistar.

A segunda atitude de Paulo é “Avançar para o que está adiante”.

As dificuldades presentes não tiraram a sua determinação para prosseguir. Mesmo estando preso, ele não para nem cogita desistir do seu objetivo, ao invés disso ele diz: Avanço! Enfrento as lutas de hoje e todas as que por ventura ainda virão, mas não paro, é isso que Paulo está nos dizendo.

Não importa o que tenhamos enfrentado ontem nem o que estamos enfrentando hoje,não importa o que ainda virá, vamos seguir em frente! As adversidades do presente não podem nos fazer parar, temos fé e temos atitudes, sabemos aonde queremos chegar, temos muito claro o que queremos conquistar, por isso vamos avançar.

A terceira atitude do apóstolo é “Prossigo para o alvo”.

A lição que Paulo nos deixa aqui é: Nem o passado, nem o presente, nem o futuro, nada me fará perder o foco, nada tirará meus olhos do alvo, sei onde quero chegar! Nada do que já enfrentei, nada do que estou enfrentando, nada que ainda terei que enfrentar me desviará do meu objetivo.

Dificuldades sempre existiram e sempre existirão no caminho de quem quer conquistar algo, mas elas nunca serão maiores do que a determinação daqueles que não perdem de vista o seu objetivo.

Deixe para trás o que já passou, avance hoje, mesmo que hajam lutas, e prossiga com o mesmo foco não importando o que ainda vier. No final da jornada há um alvo, e atingi-lo, fará tudo ter valido a pena.

Conquiste o que você sonhar, mas nunca esqueça que nossa maior vitória será um dia estar com o nosso Senhor, para sempre!

“Olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus”. (Hebreus 12:2-2)

 

Pense nisso e ponha em prática.

Que o Senhor Jesus te abençoe.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Alguns campos com * são obrigatórios.








AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na leitura acima, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.