Pense e Viva

O Poder de um Testemunho

Certa vez, após conversar longamente com os seus discípulos, Jesus eleva seus olhos aos céus e começa a falar com o Pai. Entre outras coisas, Jesus intercede pelos seus seguidores. Em determinado momento da oração, Jesus pede algo que nos chama a atenção e nos leva á uma profunda reflexão:

“Não peço que os tires do mundo, mas que os livres do mal”. (João 17:15)

Porque Jesus pede ao Pai que deixe os seus discípulos no mundo ao invés de levá-los imediatamente para o céu? Não seria melhor que a pessoa, logo após reconhecer á Cristo como seu salvador e com isso alcançar a salvação, fosse automaticamente levada para junto de Deus a fim de viver uma vida sem sofrimentos e necessidades? Mas ao invés disso, Jesus pede para que Deus os deixe no mundo e os livre do mal.

Muitas pessoas pensam que a única coisa que Jesus veio fazer na terra foi salvar o homem para leva-lo para o céu. Essa é uma verdade, mas não é a única em relação ao ministério de Jesus na terra. Ele quer nos levar para o céu, mas quer também colocar o céu dentro nós! Além de “salvos”, somos “agentes de expansão do Reino de Deus”. Ele quer fazer, primeiramente, algo “em nós” para depois fazer algo “através de nós”.

Fomos atraídos por Cristo por Seu amor. Ele quer nos salvar, nos curar, nos libertar, nos fazer prosperar, e no dia de nossa morte, nos encontrar no céu. Mas também quer que nossa salvação sirva de exemplo para levar muitos a se encontrar com Ele, que nossa cura produza cura em outros, que nossa libertação leve liberdade aos cativos e que nossa prosperidade prospere aqueles que necessitam. Não podemos ser levados ao céu tão logo aceitamos a Cristo, precisamos testemunhar sobre tudo o que Ele fez e continua fazendo em nossas vidas, precisamos manifestar o céu que está dentro de nós.

Por isso Jesus pede ao Pai que nos livre do mal. Ele sabe que as oposições sempre virão contra a vida de um cristão, mas também sabe o quanto um cristão cheio do Espírito Santo pode afetar as pessoas e o lugar por onde passa. Um dia, estaremos com Ele no céu, mas até que esse dia chegue precisamos impactar o mundo com nosso testemunho, demonstrando verdadeiramente o poder Daquele que nos transformou. Não há nada mais impactante do que um testemunho, observe esses textos: “E chegaram ao outro lado do mar, à província dos gadarenos. E, saindo ele do barco, lhe saiu logo ao seu encontro, dos sepulcros, um homem com espírito imundo; O qual tinha a sua morada nos sepulcros, e nem ainda com cadeias o podia alguém prender; Porque, tendo sido muitas vezes preso com grilhões e cadeias, as cadeias foram por ele feitas em pedaços, e os grilhões em migalhas, e ninguém o podia amansar. E andava sempre, de dia e de noite, clamando pelos montes, e pelos sepulcros, e ferindo-se com pedras.
E, quando viu Jesus ao longe, correu e adorou-o”. (
Marcos 5:1-6)

“E foram ter com Jesus, e viram o endemoninhado, o que tivera a legião, assentado, vestido e em perfeito juízo, e temeram. E os que aquilo tinham visto contaram-lhes o que acontecera ao endemoninhado, e acerca dos porcos. E começaram a rogar-lhe que saísse dos seus termos”. (Marcos 5:15-17)

“E, entrando ele no barco, rogava-lhe o que fora endemoninhado que o deixasse estar com ele. Jesus, porém, não lho permitiu, mas disse-lhe: Vai para tua casa, para os teus, e anuncia-lhes quão grandes coisas o Senhor te fez, e como teve misericórdia de ti.
E ele foi, e começou a anunciar em Decápolis quão grandes coisas Jesus lhe fizera; e todos se maravilharam”.
(Marcos 5:18-20)

“E, quando já estavam no outro lado, dirigiram-se à terra de Genesaré, e ali atracaram.
E, saindo eles do barco, logo o conheceram; E, correndo toda a terra em redor, começaram a trazer em leitos, aonde quer que sabiam que ele estava, os que se achavam enfermos. E, onde quer que entrava, ou em cidade, ou aldeias, ou no campo, apresentavam os enfermos nas praças, e rogavam-lhe que os deixasse tocar ao menos na orla da sua roupa; e todos os que lhe tocavam saravam”. (
Marcos 6:53-56)

Você conhece essa história, é muito provável que já a tenha lido várias vezes, mas é possível que não tenha percebido a sequência dela. Jesus chega a um lugar chamado Gadara e é recepcionado por um homem possesso por demônios. Esse homem habitava num cemitério, e era atormentado de dia e de noite por uma legião de demônios, nem mesmo correntes conseguiam deter sua fúria. Jesus o liberta e quando algumas pessoas daquela cidade sabem o que aconteceu vão verificar com seus próprios olhos e encontram aquele homem que vivia perturbado, agora vestido, calmo e em perfeito juízo. Não sei se por pavor ou por raiva pelo fato de Jesus ter ordenado que os demônios entrassem nos porcos que ali se encontravam, as pessoas daquele lugar praticamente expulsaram Jesus de seu território. O homem que foi liberto pede a Jesus que o deixe ir com eles no barco, ele queria seguir Jesus, mas o Mestre lhe dá uma ordem explícita: “Mostre a todos o que Deus fez na tua vida”. Em outras palavras Jesus disse: “É mais importante que você fique e seja uma testemunha do poder de Deus do que ir comigo agora”.

Algum tempo se passa e Jesus volta àquele lugar de onde fora expulso. Agora o cenário era outro. Quando chega a notícia que Jesus está na região, os moradores correm ao seu encontro e levam os seus enfermos para serem curados por Ele. Que diferença da primeira vez que Jesus ali esteve! Num momento os moradores do lugar pedem para Jesus deixar seu território, alguns dias depois estão esperando a sua chegada para recepcioná-lo e tocar nas suas vestes. O que causou essa mudança? A resposta é simples: Foi o testemunho daquele homem que Jesus libertou. Todos viram a diferença na sua vida, todos se espantavam com a mudança na condição daquele homem. Aquela pessoa perturbada e violenta que vivia nos sepulcros havia se transformado numa prova viva do poder de Deus.

Imagine se logo após ser liberto Jesus houvesse levado aquele homem junto no seu barco. Bem poucas pessoas teriam visto o milagre, e aqueles que soubessem pela boca dos que viram, certamente duvidariam.

É por isso que Jesus orou para que não fossemos tirados do mundo. Temos uma missão na terra. Talvez você nunca tenha recebido uma palavra específica sobre algum ministério que Deus tenha para a sua vida, mas saiba que todos aqueles que se entregam a Cristo tem a mesma tarefa: “Proclamar e Manifestar o Reino de Deus”. Todos nós temos a missão de sermos “testemunhas” do poder de Deus. Ele faz “em nós”, mas também deseja fazer “através de nós”.

Não se encerre naquilo que Deus fez na tua vida. Permita que o Espírito Santo que habita em você te use como um instrumento poderoso de manifestação da Glória de Deus. Não são os anjos quem farão esse trabalho, Deus conta com os salvos.

A propósito, Gadara significa “Barreira”. Não há barreiras que possam resistir ao poder de Deus. O mesmo Espírito Santo que habilitou Jesus a realizar milagres, habita em nós e quer nos habilitar para fazer, como disse Jesus, as mesmas coisas e ainda maiores: “Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim também fará as obras que eu faço, e as fará maiores do que estas, porque eu vou para meu Pai”. (João 14:12)

Um dia, você “entrará no barco” e estará para sempre com Cristo, mas enquanto esse dia não chegar, anuncie ao mundo quão grande coisas Deus fez em sua vida. Teu testemunho fará com que muitos desejem ser tocados por Ele.

Pense nisso e ponha em prática.

Que o Senhor Jesus te abençoe.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Alguns campos com * são obrigatórios.








AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na leitura acima, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.