Pense e Viva

No Limite

Quantas vezes você já disse a seguinte frase: Chega! Basta! Não aguento mais, cheguei ao meu limite! Quantas vezes, cansado e desanimado por circunstâncias da vida, você sentiu vontade de morrer? Determinamos limites para as nossas forças e projetos, determinamos tempo e lugar para que algo aconteça, caso contrário, não renovaremos nosso pacote de esperança. Mais do que um desabafo, nossa atitude visa chamar a atenção de Deus para nossa angústia.

Nossa boca diz: Chega, não suporto mais, pra mim deu! Mas na verdade nosso coração está clamando: Deus será que o Senhor não está vendo a minha situação? Porque o Senhor não faz algo em meu favor? Nessas horas nossa boca fala aquilo que nosso coração não quer fazer! Quando dizemos que vamos parar, na verdade o que mais queremos é continuar, quando dizemos que queremos morrer, na verdade o que mais queremos é viver. Quando você diz que “chega” na verdade não quer entregar os pontos, é apenas um desabafo de quem quer muito que as coisas deem certo.

Isso pode acontecer comigo, pode acontecer com você, e aconteceu com Elias. Isso mesmo, o poderoso profeta, um dos homens mais usados por Deus nessa terra. Manifestando sintomas típicos de uma depressão, Elias cogitou o fim do seu ministério e expressou o desejo de morrer, até que Deus entrou em cena e lhe ensinou uma grande lição: “É Deus, e não o homem, quem determina os limites”.

“E Acabe fez saber a Jezabel tudo quanto Elias havia feito, e como totalmente matara todos os profetas à espada.
Então Jezabel mandou um mensageiro a Elias, a dizer-lhe: Assim me façam os deuses, e outro tanto, se de certo amanhã a estas horas não puser a tua vida como a de um deles.
O que vendo ele, se levantou e, para escapar com vida, se foi, e chegando a Berseba, que é de Judá, deixou ali o seu servo.
Ele, porém, foi ao deserto, caminho de um dia, e foi sentar-se debaixo de um zimbro; e pediu para si a morte, e disse: Já basta, ó Senhor; toma agora a minha vida, pois não sou melhor do que meus pais.
E deitou-se, e dormiu debaixo do zimbro; e eis que então um anjo o tocou, e lhe disse: Levanta-te, come.
E olhou, e eis que à sua cabeceira estava um pão cozido sobre as brasas, e uma botija de água; e comeu, e bebeu, e tornou a deitar-se.
E o anjo do Senhor tornou segunda vez, e o tocou, e disse: Levanta-te e come, porque te será muito longo o caminho.
Levantou-se, pois, e comeu e bebeu; e com a força daquela comida caminhou quarenta dias e quarenta noites até Horebe, o monte de Deus”.
(1 Reis 19:1-8)

Elias disse que queria morrer, mas estava fugindo de quem queria mata-lo. Ele determina o fim: Já basta!  Deus diz “bem vindo ao próximo nível”. Elias diz que quer morrer, Deus lhe manda pão e água para que ele viva. Elias diz: “parei aqui”, Deus diz: “longo será o caminho”.

Quando entregamos nossa vida para Deus, entregamos tudo, inclusive nossos limites. Podemos até dizer que chegou o fim, que não queremos mais continuar crendo, caminhando ou lutando, mas só Deus decide quando a história termina. Nada acaba enquanto Deus não permite!

Quando as circunstâncias sugerem um fim, o sobrenatural acontece. Ele é especialista em abrir mares e rios, Ele faz leão jejuar e jumento falar, ressuscita mortos, devolve visão aos cegos e faz paralíticos andar, Ele é Deus, Ele é o seu Deus!

Depois de comer e andar por quarenta dias, Elias têm um encontro impactante com Deus (1 Reis 19: 9-18) Ele chega ao monte Horebe e se esconde numa caverna. Mais uma vez se mostra desanimado e Deus o confronta, diz para ele continuar o seu ministério, ungir dois reis e preparar o seu sucessor. Deus estava dizendo para Elias que ele faria coisas que ainda não havia feito, ele nunca havia ungido um rei antes. O fim não seria conforme a vontade de Elias, mas conforme a vontade de Deus!

Creio que essa história seja de uma aplicação bastante atual. As lutas e o cansaço do dia a dia podem nos desanimar, mas nunca nos fazer parar. Mesmo que demore a acontecer algo que esperamos, desistir não é o caminho. De nada adiante estipular prazos ou fazer “ameaças”, nossa lamentação não comoverá a Deus, se há algo que move o Seu coração é a nossa fé e a nossa determinação mesmo em meio a circunstâncias contrárias.

Não determine limites, não viva por sentimentos, viva por propósitos!

Não diga á Deus que você quer morrer, peça á Ele que te alimente, te fortaleça, e te faça caminhar até o final que Ele preparou para ti. Não busque motivos para desistir, busque as promessas de Deus para continuar e creia que Ele te levará a fazer coisas que você ainda não fez.

Se você tem dito que chegou ao seu limite, medite nessa palavra. Levante-se, não se deixe vencer pelo abatimento, e alimente-se no Senhor, porque longo é o caminho que Ele tem para ti!

Pense nisso e ponha em prática.

Que o Senhor Jesus te abençoe.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Alguns campos com * são obrigatórios.








AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na leitura acima, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.