Pense e Viva

A Minha Paz Vos Dou

Ela é integrante certa nas listas de desejos para o ano novo. Juntamente com o amor, a saúde e a prosperidade, sua presença é desejada por todos; seja em âmbito mundial ou nacional, seja nos relacionamentos familiares, no ambiente de trabalho ou mesmo no coração, todos anseiam por paz. Mas a grande maioria dos que a desejam não sabem defini-la de maneira correta.

Se fizermos uma pesquisa com a seguinte pergunta: “No seu entendimento, o que é ter paz?” certamente a maioria das respostas estaria baseada em “ausência de problemas” ou “abundância de riquezas”. Mas esse modelo de pensamento não é o correto. Uma paz firmada em coisas e circunstâncias é o modelo de paz que o mundo oferece, ela nunca será duradoura, problemas sempre existirão e riquezas não são eternas. A paz dos homens sempre estará presente enquanto houver conforto, poder, saúde, bens e segurança, mas certamente desaparecerá caso essa “estrutura” seja afetada. A paz deve ser algo constante, independente do que temos ou deixamos de ter.

A paz verdadeira não consiste na ausência de problemas ou conflitos, mas em ter equilíbrio e descanso para resolver os conflitos, em permanecer bem mesmo quando algo não vai bem. Essa paz existe, ela provém de Cristo, Ele nos deixou essa paz: “Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize”. (João 14:27)

Perceba que Jesus diz que a paz que Ele nos dá é diferente da paz que o mundo oferece. A paz de Jesus não se estabelece por aquilo que temos ou por quem somos, mas por quem Ele é!

Jesus é a fonte da verdadeira paz, se você está conectado a essa fonte, toda a paz Dele estará em você, Ele nos diz para não temermos, para que o nosso coração não se turbe, se temos a Ele sabemos que tudo dará certo, Nele podemos manter o equilíbrio e descansar mesmo em meio a tempestades: “E eles, deixando a multidão, o levaram consigo, assim como estava, no barco; e havia também com ele outros barquinhos.
E levantou-se grande temporal de vento, e subiam as ondas por cima do barco, de maneira que já se enchia.
E ele estava na popa, dormindo sobre uma almofada, e despertaram-no, dizendo-lhe: Mestre, não se te dá que pereçamos?
E ele, despertando, repreendeu o vento, e disse ao mar: Cala-te, aquieta-te. E o vento se aquietou, e houve grande bonança”. (
Marcos 4:36-39)

Ele dormia, enquanto outros estavam em pânico, por causa da tempestade. Ele é o príncipe da paz (Isaias 9:6) nenhuma tempestade pode abalar Aquele que têm poder para acalmar os ventos e o mar. Tempestades acontecem, mas se Jesus estiver presente o barco não afunda, tudo se acalma e a paz permanece quando estamos juntos Dele.

A presença de Cristo nos faz permanecer em paz apesar das circunstâncias, a paz que o Senhor nos dá desafia o entendimento humano: “E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus”. (Filipenses 4:7) Como alguém pode permanecer em paz mesmo quando tudo vai mal, como alguém pode permanecer feliz depois de perder negócios e bens, como uma pessoa pode manter um sorriso no rosto estando num leito de hospital? A resposta está em Cristo: Alguém com o coração e a mente guardados em Cristo jamais terá falta de paz!

Você pode ser cheio dessa paz, mas também deve ser um “promotor” dela: “Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus”.
(Mateus 5:9) Um pacificador é alguém que promove a paz por onde anda, não é apenas alguém que “fala” de paz, mas que tem “atitudes” que promovam a paz.

A paz que o Senhor nos dá não está limitada á barreiras geográficas, ela está dentro de nós, e é nossa função levá-la onde quer que formos, independente da situação que estivermos enfrentando. E, quando entrardes nalguma casa, saudai-a;
E, se a casa for digna, desça sobre ela a vossa paz; mas, se não for digna, torne para vós a vossa paz. (
Mateus 10:12-13)

Levar a paz onde estivermos consiste em fazer fluir a presença de Deus que habita em nós.

O mundo está cheio de pessoas ricas de dinheiro, mas pobres de paz; suicídios são cometidos por gente que tiveram tudo o que o dinheiro podia comprar, mas nunca tiveram paz. Essas pessoas precisam saber que é possível ter paz de verdade e que ela nos é oferecida “de graça” e “pela graça”.

No próximo final de ano, pense bem quando for elaborar sua lista de desejos para o ano novo. Não se esqueça de colocar “Jesus Cristo” no topo dela. A presença Dele aumentará consideravelmente as probabilidades de sucesso do restante da lista.

Mas se você precisa de paz, não espere o ano acabar. Clame por Ele agora mesmo, convide-o para entrar no seu barco e você descansará, mesmo que houver tempestade.

A paz do Senhor meu irmão! A paz do Senhor minha irmã!

Pense nisso e ponha em prática.

Que o Senhor Jesus te abençoe.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Alguns campos com * são obrigatórios.








AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na leitura acima, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.